Dados divulgados pela Federação das Associações Federais de Santa Catarina (Facisc) revelaram que o empresariado começou a retomar a confiança na economia. A afirmação reflete os dados analisados na sétima edição da Carta de Conjuntura Econômica, que tem como objetivo subsidiar os empresários ligados ao Sistema Facisc na tomada de decisões e na otimização dos recursos econômicos, contribuir com o aumento da qualidade dos negócios e da produtividade catarinense, por meio de informações estatísticas e análises sobre a realidade socioeconômica catarinense.

Entre os motivos para comemorar está a taxa de desemprego do Estado, que fechou 2016 com 6,4%, a menor do país. Segundo o presidente da Facisc, Ernesto Reck, apesar da retração econômica ocorrida em 2016, a análise da conjuntura evidencia que os impactos mais severos da crise já se revelaram e que as quedas generalizadas sobre os setores da economia estão se atenuando.

Os fatores relacionados a essa análise evidenciam a volta da confiança dos empresários, como aponta a Diretora da Mendes Sibara, Nathália Mendes, construtora responsável pela imponente obra do Marina Beach Towers. “O mercado de luxo, principalmente na construção civil se manteve estável em 2016 e permitiu que continuássemos a manter os investimentos previstos”, explicou.

A Mendes Sibara vem mantendo os compromissos com seus parceiros e clientes, onde possui empreendimentos em Balneário Camboriú, Camboriú, Navegantes e Itajaí. Destaque para o Marina Beach Towers, duas torres que margeiam o Rio Camboriú, em Balneário Camboriú e que impressionam pelas exclusividades e alto padrão de acabamento, o que conquistou clientes por todo o país. “Nossa expectativa é um 2017 ainda melhor visto que das 107 unidades do MBT já comercializamos cerca de 70% do empreendimento, sendo 10 apartamentos somente no ano passado”, pontuou Nathalia Mendes.


Share This